Brasil

Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça

Começa nesta terça-feira (25) o período de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)do segundo semestre de 2019. O programa oferece financiamento para estudantes pagarem cursos de graduação em universidades privadas. O prazo para se candidatar é 1º de julho.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), serão oferecidos 150 mil contratos, dos quais 50 mil terão juro zero.

Na modalidade “Fies”, são oferecidas vagas com juro zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

Já a modalidade “P-Fies” se destina a estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. Eles podem receber um empréstimo a juros relativamente baixos, variando de acordo com o banco que atua como agente financeiro.

As inscrições são feitas pela internet no endereço: http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br. Basta inserir CPF, data de nascimento, o código de verificação que aparece na tela e, se o candidato tiver tirado uma nota suficiente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pode dar continuidade à inscrição.

Para participar, o estudante tem de ter feito o Enem a partir de 2010, não pode ter zerado a redação e tem de ter feito pontuação mínima de 450 pontos na média aritmética das provas. Veja o edital.

Fies 2º semestre 2019

  • Inscrições: 25 de junho a 1º de julho
  • Pré-seleção: 9 de julho
  • Contratação: 10 a 12 de julho
  • Chamada da lista de espera: 15 de julho a 23 de agosto
 
 

Donos de veículos com placas de finais 7 e 8 têm 5% de desconto no IPVA até 27 de junho

Os donos de veículos com placas com finais 7 e 8 têm direito a 5% de desconto no Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) até os dias 26 (placas de final 7) e 27 (placas de final 8) de junho.

O desconto é válido para o pagamento em cota única, segundo a Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz). Há também a opção de pagar o imposto em três parcelas. Nesse caso, entretanto, perde-se o desconto.

O pagamento pode ser feito em agência ou caixa eletrônico do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob. É necessário ter o número do Renavam em mãos para efetuar o pagamento.

 

Polícia francesa apreende vídeos de hotel onde Neymar se encontrou com Najila

Imagens foram recolhidas a pedido das autoridades judiciais brasileiras

O caso Neymar toma um novo rumo. Segundo relatos dos jornais L'équipe e Le Parisien desta quinta-feira, investigadores da Polícia Judiciária Francesa foram até o hotel Sofitel Arc De Triomphe e recolheram vídeos de vigilância no período em que Najila Trindade ficou hospedada. Em um quarto do sofisticado empreendimento, ela alega ter sido estuprada pelo atacante da Seleção Brasileira e do PSG no dia 15 de maio. A polícia de apreendeu o material como parte de um pedido de cooperação internacional enviado pelas autoridades judiciais brasileiras. 

As imagens, tiradas das câmeras nos corredores e que filmaram Neymar em sua chegada e quando ele deixou o local, devem permitir verificar o comportamento do ex-jogador do Barcelona e as declarações de Najila. Elas não são só da entrada, mas também de áreas de circulação e do segundo andar, onde fica o quarto 203, local que a brasileira ficou hospedada por três dias. Ela alega que o atleta estava bêbado e violento quando a visitou em uma das noites.

Nenhuma investigação na França

As gravações poderiam "determinar se o futebolista brasileiro se comportou de maneira anormal em sua chegada ou partida deste hotel", relata uma fonte próxima à investigação do L'Équipe, acrescentando que "eles foram rapidamente recuperados porque são mantidos apenas por um período de quinze dias a um mês".

"Os fatos denunciados pela suposta vítima ocorreram em Paris, mas ela registrou uma queixa em São Paulo, Brasil", completou a fonte. Não há, portanto, razão especial para a abertura de uma investigação em França.

Justiça bloqueia mansões de Neymar no Guarujá (SP)

A dívida por suposta sonegação fiscal do jogador com o fisco chega a R$ 69 milhões

 

Envolvido numa acusação de agressão e estupro, o atacante Neymar tem outro problema para resolver na Justiça.

Mais de 30 imóveis ligados ao atleta, suas empresas e família foram bloqueados no processo por sonegação fiscal.

Duas mansões em condomínio de luxo no Jardim Acapulco, no Guarujá, litoral de SP, que, somadas, têm 3.000 m² de área, estão entre eles.

De acordo com a Folha, a dívida do jogador com o fisco chega a R$ 69 milhões. O valor, atualizado, se refere a transparência do Santos para o Barcelona em 2013.

Somente o valor desses dois imóveis, os preferidos de Neymar, custaram R$ 7 milhões em 2011.

Nova CNH terá chip e poderá servir para pagar pedágio ou transporte; entenda

A Nova CNH terá chip e poderá servir para pagar pedágio ou transporte; entenda tudo agora. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vai mudar novamente e abandonar o formato em papel para virar um cartão de plástico com microchip, que reunirá informações do motorista e poderá servir para pagar pedágio ou transporte.

Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), adiou para 31 de dezembro de 2022 o prazo final de adaptação dos Detrans estaduais ao novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com chip. Antes, o prazo previsto para o início de expedição da nova CNH era 1º de janeiro de 2019 e foi anunciado em 2017. De acordo com a nova resolução publicada em 30 de novembro 2018, os órgãos e entidades executivas de trânsito dos estados e Distrito Federal terão até o final de 2022 para adequar seus procedimentos ao futuro padrão de CNH.

 

Ainda não há informações sobre possíveis diferenças no valor para tirar ou renovar a carteira de motorista – cada Detran deve definir o valor no momento da adoção da tecnologia.

Além das mudanças na CNH, a exigência das novas placas do Mercosul para veículos no Brasil foi outra novidade que teve diversos adiamentos. Em sua última mudança, o Contran deu prazos para os estados começarem a implantação da nova placa, que está em plena atividade no país.

 

Como será a CNH com chip?

O formato de cartão “inteligente” se assemelhará a um cartão de débito/crédito convencional, com chip e gravação a laser dos dados do motorista. Ela terá o QR Code, que também já esta presente na versão atual impressa da CNH, e permite a emissão de sua versão digital.

 

A novidade também abre as portas para que o documento se torne mais “universal”, podendo (no futuro) servir para pagamento de pedágio ou transporte de ônibus e metrô, controle de acesso a prédios públicos e identificação biométrica (com cadastro das digitais no chip).

Essas funcionalidades poderão existir por meio de convênios entre entidades públicas ou privadas com autorização do Denatran.

Quem tiver o documento válido em papel não será obrigado a fazer a troca, que ocorrerá na hora da renovação.

Metamorfose constante

A CNH teve diversas mudanças recentemente. Em janeiro de 2017, ela passou a ser emitida em um novo visual, com mais itens de segurança, marcas d’água e itens holográficos.

 

Em maio do mesmo ano, o documento recebeu também o QR-Code – um código que permite checar os dados do motorista por meio de leitura com a câmera do smartphone.

Mas esse visual terá vida curta. Segundo o Ministério das Cidades, um estudo feito pela Universidade de Brasília (UNB) recomendou a alteração para o formato em cartão.

Além do documento físico, uma versão digital da CNH passou a ser oferecida em alguns estados desde outubro deste ano. O documento eletrônico, com acesso pelo celular, já está disponível em todo o país.

Também em 2017, foi criado o projeto para a Identificação Civil Nacional (ICN), que reunirá RG, título de eleitor, CPF e cadastro biométrico em um único cartão. A CNH e o passaporte continuarão separados.

Com informações do AutoEsporte

Receita Federal tem novo leilão com smartphones Apple, Xiaomi e outras marcas

A Receita Federal divulgou a abertura de mais um leilão de eletrônicos apreendidos. O interessante dessas ofertas é o valor, comumente bastante reduzido se comparado aos mesmos produtos em lojas oficiais. No leilão atual, há smartphones da Apple, Xiaomi e diversas outras marcas, e algumas ofertas pedem lance mínimo a partir de R$ 350.

 

Ao todo, são 122 lotes com eletrônicos apreendidos pela Receita, advindos de compras internacionais tarifadas, porém não retiradas, além de tentativas mal sucedidas de atravessadores, que tentam enviar compras irregulares ao Brasil ou atravessando fronteiras sem pagar tributos de importação. Os lotes possuem smartphones e tablets de diversas marcas grandes, mas também há ofertas de eletrodomésticos e consoles de videogame.

Para participar, basta acessar o link ao final deste texto e ver qual o lote que mais se adequa aos seus gostos e necessidades. Vale lembrar que os lotes são localizados em estados como Pará e Roraima.

 

Como funcionam esses leilões?

É importante se atentar a alguns detalhes quando se tenta adquirir bens por meio de leilões da Receita Federal. Primeiramente, você deve ter percebido que mencionamos “lote” repetidas vezes no texto: isso porque a receita não disponibiliza separação de bens, e cada lote (olha aí, de novo) contém variados produtos, de vários tipos. Isso porque o objetivo é evitar que certas ofertas encalhem por falta de interesse do público.

 
 

Digamos, por exemplo, que você tem interesse em um iPhone X presente em um lote que também traz um liquidificador e um televisor. Você não vai poder escolher apenas o smartphone, sendo obrigado a comprar o lote todo (e pagar por isso). Aliás, o pagamento não é parcelado: ou se faz a liquidação da fatura à vista em até pouco mais de uma semana da aquisição do lote, ou no máximo, em duas vezes, onde a primeira parcela constitui um sinal de 20% do valor (pago no dia útil seguinte à aquisição) e o restante, cerca de uma semana depois.

O Pocophone é um dos itens comumente encontrados nos leilões da Receita Federal

Vale lembrar também, que o pagamento do valor é considerado pela Receita como um tributo (DARF), o que significa que, diante da aquisição e não pagamento, você será multado — severamente. E mais ainda: os bens comprados não têm qualquer garantia por parte do órgão, então danos e mau funcionamento não serão ressarcidos e você é obrigado a ficar com os bens, mesmo danificados. A Receita não aceita devoluções.

Finalmente: é responsabilidade do comprador retirar os itens; por isso, é interessante que você se atente aos locais dos leilões e depósitos dos produtos. Não tem muito sentido você que é de São Paulo dar lances em bens que estão em Roraima, por exemplo. Em alguns casos, a viagem sai mais cara que o produto e a vantagem do preço deixa de compensar. A Receita não faz entregas.

Ah, e falando em preços: tenha em mente que os valores marcados nos lotes são lances mínimos. Por se tratar de um leilão, prepare-se para: 1) pagar um preço um pouco maior do que o que está ali; e 2) competir com outros interessados. Na maioria dos casos, a compra compensa bastante. Mas se você vir que os lances estão subindo demais em um lote, talvez seja bom dar um passo atrás e reconsiderar.

 

Fora isso, boas compras!

Fonte: Sistema de Leilão Eletrônico (Receita Federal)

Assinar este feed RSS

Mapa de Seções

Entretenimento

Notícias Locais

Sobre Nós

Nos Siga

×

Se inscreva e fique por dentro!

Seja o Primeiro a saber quando anunciarmos uma promoção

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time