Problemas na saúde de Camaçari repercutem entre vereadores Destaque

Nilson Marinho | Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE Nilson Marinho | Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE

O projeto ‘Olhar Cidadão’ mostrou na edição deste domingo a situação dos serviços de urgência e emergência na cidade de Camaçari. A reportagem, que teve grande repercussão no município, será utilizada nesta terça-feira, 22, pela oposição do prefeito Elinaldo Araújo (DEM) durante uma sessão na câmara municipal.

O vereador Jackson Josué (PT) pontuou que o município, embora tenha a segundo maior arrecadação do estado, não consegue prestar um serviço de saúde de qualidade. “Só neste ano, o orçamento da prefeitura para a saúde foi de cerca R$ 220 milhões, mas, mesmo assim, a população da cidade sofre com falta de médicos e medicamentos. A saúde está caótica e a situação é bem pior do que foi mostrada pela matéria”, comentou.

Fechamento da UPA

O vereador Dentinho do Sindicato (PT) afirmou que a gestão escorregou ao fechar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nova Aliança. A decisão, na opinião dele, acabou sobrecarregando outras unidades.

“Sobrecarregou em apenas duas UPAs, divididas entre sede e orla. Para piorar, recentemente, apresentaram a ‘nova regulação’, que vem demonstrando ineficiência e causando a insatisfação de usuários que se queixam da lentidão para marcar exames. Outro problema é a falta de medicamentos básicos para hipertensão e diabetes”, completou Dentinho do Sindicato.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Mapa de Seções

Entretenimento

Notícias Locais

Sobre Nós

Nos Siga

×

Se inscreva e fique por dentro!

Seja o Primeiro a saber quando anunciarmos uma promoção

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time