Itens filtrados por data: Terça, 07 Maio 2019

Motoristas de aplicativos Uber e 99 fazem greve por lucros maiores

Motoristas dos aplicativos Uber e 99 iniciaram uma greve nesta quarta-feira (8) no Brasil, que deve durar até a 0h de quinta-feira (9). Lucros maiores estão entre as reivindicações.

Procurados pelo G1, motoristas da Uber disseram que as orientações sobre a paralisação correm em grupos de WhatsApp exclusivos da categoria. A principal recomendação é de que eles mantenham o app desconectado de 0h desta quarta à 0h de quinta.

Em nota à imprensa, sobre as manifestações, a 99 disse que "é a favor da liberdade de expressão".

As reivindicações dos trabalhadores para as empresas são:

  • Aumento nas tarifas para os passageiros;
  • Redução da taxa cobrada pela Uber, que varia entre 25 e 40% das corridas;
  • Informar o destino final do passageiro para o motorista antes do aceite das corridas.

De acordo com um motorista que preferiu ter sua identidade preservada, os motoristas têm liberdade para aderirem ou não ao movimento. Ele optou pela greve e segue com o aplicativo da Uber fechado.

Como consequência pela menor quantidade de carros disponíveis, as corridas estão mais caras para os passageiros nesta quarta.

Os motoristas ouvidos pelo G1 apresentaram imagens do aplicativo que mostram localidades cobertas por manchas alaranjadas, que representam áreas com grandes demandas.

A greve deverá ser marcada também por manifestações em diversas partes do país, como em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Bahia e Recife.

Procurada pelo G1, a Uber ainda não se posicionou. Associações e sindicatos de motoristas também não retornaram os contatos para posicionamento.

A 99 divulgou a seguinte nota: "A 99 informa que a remuneração de seus motoristas parceiros contempla duas variáveis: tempo e distância percorrida, além de uma tarifa mínima. Os ganhos do condutor são calculados de forma independente do valor pago pelo passageiro. A empresa reforça seu compromisso de trabalhar para aumentar a renda dos condutores por meio de um número maior de chamadas e da cobrança de taxas menores em comparação à concorrência. Em relação às manifestações, a 99 é a favor da liberdade de expressão."

 

  • Publicado em Brasil
Leia mais ...

Crianças venezuelanas se arriscam a cruzar rotas ilegais para estudar no Brasil

Com fronteira fechada há 2 meses, alunos se veem forçados a usar trilhas para estudar na cidade brasileira de Pacaraima. Além de aulas, merenda escolar também atrai venezuelanos: 'pedem comida para levar para casa'.

 

Vestindo uniformes escolares, dezenas de crianças venezuelanas caminhavam sob o sol a pino e um forte calor. Percorriam uma rota clandestina, única saída para quem precisa atravessar a fronteira da Venezuela com o Brasil.

Desde que Nicolás Maduro mandou fechar a fronteira, há dois meses, e as aulas começaram, os estudantes que moram do lado venezuelano e frequentam escolas na cidade de Pacaraima, em Roraima, se veem forçados a enfrentar o risco das "trochas", caminhos ilegais que ligam os dois países.

Na travessia, os adolescentes e crianças que moram na cidade venezuelana de Santa Elena de Uairén, vizinha de Pacaraima, têm que passar por militares venezuelanos armados, sob os quais pesam frequentes relatos de extorsão para permitir a passagem.

Alguns fazem o percurso nas trilhas, que dura entre 15 e 30 minutos, em grupos acompanhados por adultos. Outros vão com os pais e há ainda aqueles que enfrentam o caminho sozinhos.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação de Pacaraima, são cerca de 500 estudantes da rede municipal que moram no lado venezuelano da fronteira e se veem forçados a fazer o caminho. O movimento não é recente, mas se intensificou à medida em que a crise no vizinho sul-americano se intensificou.

Com fronteira aberta, os alunos trafegavam livremente pela BR-174, que liga Pacaraima e Santa Elena. Os municípios, classificados como "cidades-gêmeas", têm acordos para facilitar a travessia regular, mas agora, com a fronteira bloqueada, existem três rotas clandestinas principais onde há fluxo de pessoas, e duas delas foram fechadas para veículos.

Enquanto atravessava uma "trocha" com os filhos, um garoto de 13 anos e uma menina de 8, uma mãe venezuelana contou que por vezes eles caminham sob a mira de militares venezuelanos fortemente armados.

"Depois que passamos pela 'trocha' há pontos de controle com mais militares pelo caminho. Temos medo, mas não há outra saída", contou a mãe.

"Há dias em que os militares não nos deixam passar, como na semana passada quando ocorreram reuniões na aduana venezuelana. Meus filhos só podem estudar quando os militares permitem".

Na escola municipal Casimiro de Abreu, que fica a poucas quadras da fronteira, 294 alunos moram do lado venezuelano, o que equivale a 40% do total de 758 estudantes da unidade de ensino que tem do 3º ao 6º ano, um número que vem crescendo nos últimos anos.

Monitora acompanha estudantes por rota clandestina na fronteira entre Brasil e Venezuela: 'levo 70 crianças por dia' — Foto: Emily Costa/G1

Em 2016 eram 76 estudantes de Santa Elena na escola, número que foi a 78 no ano seguinte e deu um salto para 211 em 2018. Neste ano, além dos 294 que já frequentam a Casimiro de Abreu, há 123 em lista de espera por vagas.

Sem restrições

Segundo a Secretaria Estadual de Educação, não há restrições para matrículas de alunos estrangeiros, mesmo os que moram em outro país.

O mesmo acontece na Secretaria Municipal de Educação de Pacaraima: no caso específico das crianças que moram na Venezuela, para a matrícula basta que o estrangeiro apresente algum documento brasileiro, como CPF ou Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) fornecido pela Polícia Federal, e a documentação escolar traduzida.

A crescente presença de estudantes venezuelanos em Pacaraima coincide com o agravamento na situação no país vizinho. A Venezuelaenfrenta uma grave crise política e econômica que tem se aprofundado nos últimos anos com escassez de comida, remédios, hiperinflação e insegurança.

Na semana passada, confrontos e manifestações ocorreram após o autoproclamado presidente Juan Guaidó convocar as pessoas a irem às ruas para derrubar o regime chavista que diz que seus opositores fracassarão. Em paralelo, o número de venezuelanos que fogem para o Brasil registrou um pico.

"Muitos pais escolhem matricular seus filhos em Pacaraima porque a educação na Venezuela está precária. Eles dizem que praticamente não existem mais professores porque muitos já emigraram", explica Francimar Sousa, diretor da escola Casimiro de Abreu.

Sousa afirma que além das dificuldades enfrentadas pela crise na Venezuela, um outro fator atrai ainda mais os estudantes venezuelanos ao lado brasileiro: a merenda escolar distribuída de graça na hora do intervalo.

  • Publicado em Brasil
Leia mais ...

Vereador apresenta projeto para obrigar filho de político a estudar em escola pública

Inspirado em um antigo projeto do ex-senador Cristovam Buarque (PPS), o vereador José Trindade apresentou na Câmara de Salvador uma proposta para obrigar filhos de políticos e ocupantes de cargos comissionados a estudar em escolas públicas.

O projeto do ex-senador foi arquivado em 2014, ao final da legislatura. "Entendemos que só com efetiva participação de pessoas ligadas aos parlamentares e ocupantes de cargos comissionados haverá melhoria da educação", afirmou Trindade ao bahia.ba.

O vereador disse que nenhum de seus filhos estudou em escola pública por "não visualizar naquele momento essa possibilidade da educação de qualidade".

"Meu pai estudou a vida toda em escola pública, mas naquela época elas tinham outra magnitude dentro da sociedade. Depois foi caindo [o nível], porque entendo que os gestores públicos têm pouca preocupação com a educação", declarou.

Leia mais ...

Taxistas fazem protesto em frente a prefeitura municipal de Camaçari

Nas primeiras horas do “dia de hoje”, 07/05/2019, Taxistas de Camaçari se aglomeraram na frente da prefeitura municipal de Camaçari.
Segundo informações apuradas pelo, A Voz De Camaçari, os taxistas pediam principalmente que as autoridades competentes fizessem seu trabalho de fiscalizar os carros clandestinos que rodam na cidade e desistissem da resolução proposta pelo STT de colocar cooperativas para auxiliar o serviço de Taxi.
Ainda segundo os líderes do protesto, o prefeito se recusa a atende-los para conversar e debater sobre melhorias do serviço.

"O Prefeito nos enrola, finge que não está, não quer nos atender"

8ed7651a d30a 4182 8a4a 3206d098d2d1

A Voz de Camaçari continuará dando apoio aos Taxistas da Cidade.
“Não adianta dar voz ao povo, tem que Ouvi-los”

Leia mais ...

Nova baixa na comunicação: Após Rede Bahia, rádio Piatã FM demite oito profissionais

O ramo da comunicação sofreu mais uma baixa nesta terça-feira (7). Após a onda de demissões que atingiu a Rede Bahia, filiada da TV Globo no Estado, incluindo mudanças no funcionamento da TV São Francisco, em Juazeiro, e a TV Oeste de Barreiras (veja aqui), a radio Piatã FM demitiu oito pessoas da sua equipe, de acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias. Entre os dispensados, estão dois locutores de estúdio e um de rua.

O BN entrou em contato com a assessoria da emissora, mas não obteve rposicionamento até o fechamento da nota. Líder de audiência em Salvador, a Piatã FM foi fundada em 1978 por Wilson Menezes, então proprietário da Rádio Excelsior da Bahia e ficou conhecida por sua programação popular, voltada especialmente para o pagode baiano. Desde 1982 pertence a Cristovão Ferreira.

Leia mais ...

Brasileiros já pagaram R$ 900 bilhões em impostos este ano

Os brasileiros já pagaram R$ 900 bilhões em impostos desde o início de 2019. O valor foi atingido perto das 7h desta quarta-feira (8), segundo cálculo do Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O valor corresponde ao total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições. Veja o especial “Quanto pagamos de impostos”.

Este montante foi alcançado nove dias mais cedo na comparação com o ano passado, quando a marca de R$ 900 bilhões foi atingida no dia 17 de maio. Em 2018, o Impostômetro superou a marca de R$ 2,3 trilhões em impostos pagos pelos brasileiros no ano.

  • Publicado em Brasil
Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Mapa de Seções

Entretenimento

Notícias Locais

Sobre Nós

Nos Siga

×

Se inscreva e fique por dentro!

Seja o Primeiro a saber quando anunciarmos uma promoção

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time