Grande comboio de veículos russos se aproximando de Kiev

A Rússia parece estar avançando em sua invasão da Ucrânia com imagens de satélite de veículos militares russos de 40 milhas ou 65 quilômetros de extensão em direção à capital ucraniana, Kiev.

A seguinte imagem de satélite foi feita na segunda-feira pela empresa norte-americana Maxar Technologies. Parece mostrar uma linha de tanques e caminhões blindados russos que se estende ao norte de Pybirsk, nos subúrbios do nordeste, até o Aeroporto Antonov (Aeroporto Hostemel – cenário dos combates da semana passada entre as forças russas e ucranianas). A capital da Ucrânia.

Imagens de satélite da Maxar Technologies tiradas em 28 de fevereiro mostram veículos russos avançando na capital ucraniana, Kiev. A empresa afirma que essas imagens mostram a ponta norte do comboio, juntamente com os veículos de logística e redistribuição. Imagem de satélite (c) 2022 Maxar Technologies.

Maxar Tecnologias | Imagens Getty

Em algumas partes do comboio, os veículos parecem viajar em três ou quatro direções na estrada. A distância na estrada é de cerca de 40 milhas.

Deve-se notar que a situação na Ucrânia está se movendo rapidamente e agora pode ser diferente do que é visto nessas fotos mostradas pelo comboio aos domingos e segundas-feiras.

As duas fotos a seguir foram tiradas pela Maxar Technologies no domingo. Neste ponto, o comboio não parece cobrir uma grande área e a cobertura de nuvens obscurece toda a visão da área.

Imagens de satélite da Maxar Technologies tiradas em 27 de fevereiro mostram veículos russos avançando na capital ucraniana, Kiev. Grandes destacamentos de forças terrestres russas são encontrados a nordeste da cidade de Ivankiv, na Ucrânia. Imagem de satélite (c) 2022 Maxar Technologies

Maxar | Maxar | Imagens Getty

Fontes oficiais não confirmaram a presença do comboio, mas há temores de que a Rússia esteja se preparando para lançar uma ofensiva em grande escala contra a cidade ainda ocupada de Kiev, apesar dos conflitos nos subúrbios.

As outras fotos de Maxar sugerem uma ação militar adicional no sul da Bielorrússia, que é a fronteira com a Ucrânia e um aliado da Rússia, bem como forças terrestres e unidades de helicópteros de ataque terrestre vistos nas fotos. Mais uma vez, fontes oficiais não confirmaram se essas unidades – ou a Bielorrússia em uma escala mais ampla – estão se preparando para se juntar às forças russas na ofensiva na Ucrânia.

O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, não tem planos de invadir novamente seu país na segunda-feira, informou a agência de notícias estatal Belda.

A Ucrânia vai se render?

A Rússia lançou sua invasão da Ucrânia na última quinta-feira e suas forças atacaram várias cidades e áreas no norte, leste e sul do país. No entanto, analistas dizem que a Rússia fez progressos lentos no avanço dentro do país e encontrou mais oposição do que o esperado.

No entanto, se a Rússia lançar uma grande ofensiva contra a capital, Kiev, será muito incerto como lidará com as forças armadas ucranianas e a oposição civil.

O Pentágono identificou o Kremlin No entanto, quer que suas tropas capturem KievApesar da feroz oposição ucraniana.

“Temos todas as indicações de que eles ainda querem levar Kay, estão tentando se aproximar do solo”, disse um alto funcionário de segurança à CNBC na segunda-feira, falando anonimamente para compartilhar novos detalhes do Pentágono. Avaliação.

Separadamente, analistas da Teneo Intelligence concluíram na segunda-feira: “O Kremlin parece determinado a remover a liderança política da Ucrânia, enquanto as forças militares russas estão recomendando preparativos para novas e mais pesadas ações militares contra a capital, Kiev, e outras grandes cidades”.

O Ministério da Defesa do Reino Unido tem uma visão muito sóbria do progresso da Rússia, no entanto, twittou em sua atualização de inteligência na segunda-feira.

As negociações de paz entre representantes russos e ucranianos foram realizadas na vizinha Bielorrússia na segunda-feira e, embora nenhum progresso tenha sido feito, espera-se que as negociações continuem nos próximos dias.

Por sua vez, a Ucrânia prometeu não se render à Rússia e exigiu um cessar-fogo imediato e a retirada das tropas russas de suas fronteiras.

“A Ucrânia está pronta para buscar uma solução diplomática, mas A Ucrânia não está pronta para se render ou se renderO ministro das Relações Exteriores, Dimitrov Kuleba, disse a Hadley Campbell, da CNBC, na segunda-feira.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, já estava desesperado com o resultado das negociações, e Kuleba disse à CNBC que não sabia se as negociações seriam bem-sucedidas.

“Sou diplomata, tenho que acreditar no sucesso das negociações, mas ao mesmo tempo meu principal objetivo como diplomata é impor mais sanções à Rússia, trazer mais armas para a Ucrânia e isolar a Rússia. arena, então me concentro nessa área da diplomacia”, disse Kuleba.

“Nós defendemos não apenas nós mesmos, mas a ordem mundial que todos conhecemos.”

A cada 24 horas é importante porque, como a Rússia mantém maior força militar na Ucrânia, centenas de tanques entram no país, dominando os céus com suas bombas, foguetes e mísseis, visando nossas cidades pacíficas. Civis foram mortos, mas continuamos a lutar.

Ele disse que a guerra se tornou uma “verdadeira guerra popular contra a ocupação russa”.

A Rússia já realizou ataques terrestres e aéreos, com grandes cidades relatando bombardeios e danos a edifícios. Ambos os lados alegaram que alguns de seus soldados foram mortos e que a Ucrânia anunciou que centenas de seus civis morreram, incluindo muitas crianças, durante a ofensiva russa.

Invasão Muitos ucranianos tentaram fugir do país por segurança na Europa Oriental, embora muitos tenham permanecido para defender seus lares e nação.

– Amanda Macias, da CNBC, relatou a história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *