Mundo

Trump pede lei rígida que verifique antecedentes para compra de armas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta segunda-feira (5) que os parlamentares aprovem uma lei que exija uma verificação rígida de antecedentes para compra de armas, após dois massacres a tiros no Texas e em Ohio no final de semana que mataram 29 pessoas.

Trump, que deve se pronunciar a respeito dos ataques ainda nesta segunda-feira na Casa Branca, disse que as mortes não podem ter sido "em vão" e pediu que os dois partidos políticos adotem medidas para exigir mais verificações para compradores de armas.

"Não podemos deixar que aqueles que foram mortos em El Paso, no Texas, e Dayton, no Ohio, morram em vão. O mesmo para aqueles feridos gravemente. Nunca podemos esquecê-los, e aqueles muitos que vieram antes deles", tuitou Trump antes de seu pronunciamento, agendado para as 10h locais.

 

"Republicanos e democratas precisam se unir e conseguir verificações rígidas de antecedentes, talvez casando esta legislação com uma reforma imigratória desesperadoramente necessária. Precisamos que algo bom, senão ótimo, saia destes dois acontecimentos trágicos!", acrescentou.

No sábado, um homem armado matou 20 pessoas em um supermercado Walmart de El Paso, no Texas, o que autoridades disseram parecer um crime de ódio de motivação racial. Apesar 13 horas mais tarde, outro atirador matou nove pessoas no centro de Dayton, em Ohio. Além dos mortos, dezenas de pessoas ficaram feridas nos dois ataques.

Estados Unidos aprovam novo medicamento apelidado de 'Viagra para mulheres'

A Administração de Alimentos e Remédios dos Estados Unidos (FDA) aprovou na sexta-feira (21) um novo tratamento para mulheres que sofrem com a perda do desejo sexual. O medicamento chamado "Vyleesi" (bremelanotide), que deve ser aplicado pelo menos 45 minutos antes da relação sexual, recebeu o sinal verde para tratar o Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo (TDSH) em mulheres na pré-menopausa, de acordo com um comunicado da FDA.

 

O remédio, segundo a agência americana, "ativa os receptores de melanocortina", embora se desconheça "o mecanismo que melhoria o desejo sexual e a angústia relacionada" ao transtorno. Entre os efeitos colaterais estão náuseas, vômitos e dor de cabeça.

 

O Vyleesi será comercializado pela farmacêutica AMAG Pharmaceuticals. Segundo a FDA, ele também pode provocar aumento da pressão arterial, e por isso não é recomendado para pacientes com pressão alta ou com doença cardiovasculares. O medicamento também pode reduzir significativamente os níveis de naltrexona, usada por pacientes com dependência de álcool ou de opioides.

Em agosto de 2015, a FDA já havia autorizado que a farmacêutica Sprout Pharmaceuticals vendesse a flibanserina, com o nome comercial de "Addyi". Trata-se de uma pílula também conhecida como "viagra feminino". O remédio é pensado para uso diário em mulheres no período da pré-menopausa e que notam a perda repentina do desejo sexual.

A aprovação do Vyleesi, no entanto, foi questionada por alguns membros da comunidade científica e entre o próprio público, já que vários médicos colocam em dúvida os efeitos do remédio e a natureza da suposta desordem sexual.

Feriado de Corpus Christi: o que se comemora nessa data, afinal?

O Corpus Christi é um feriado sempre bem-vindo: ele quebra o jejum de feriados nacionais que acomete o país depois de 1º de maio, quando se celebra o Dia do Trabalho. Sem contar que ele acontece em junho, época das aguardadas festas juninas – e, vamos combinar, passar uns dias longe do trabalho não faz mal a ninguém, né?

Mas por que, todo ano, em alguma quinta-feira de junho, ganhamos uns dias de folga? Bom, se você não é muito religioso, talvez precise se interessar um pouquinho para entender a origem desse feriado, celebrado desde 1264.

 

O nome da efeméride já dá pistas sobre o que ela significa: corpus Christi, em latim, quer dizer “corpo de Cristo”. A data é usada pelos católicos (e alguns cristãos anglicanos) para lembrar a morte e a ressurreição de Jesus.

 

E por que junho? A comemoração acontece exatamente 60 dias após a Páscoa, mas o feriado se dá sempre em uma quinta-feira – a Última Ceia, o jantar derradeiro de Jesus com seus discípulos antes de morrer, teria acontecido nesse dia da semana. Segundo a Bíblia, foi nessa ocasião que Cristo disse que o pão simboliza seu corpo e o vinho, seu sangue. Por isso, esses dois ingredientes representam as cerimônias de Corpus Christi.

O que determina em qual quinta-feira do mês acontecerá o feriado é outra data do calendário cristão: o Domingo da Santíssima Trindade. A quinta seguinte a esse domingo será o Corpus Christi. O tal Domingo da Santíssima Trindade é sempre o domingo seguinte ao Pentecostes – que, por sua vez, ocorre 50 dias após o domingo de Páscoa.

Embora a escolha do dia da semana – quinta-feira – tenha um significado simbólico, associado à Santa Ceia, o fato desta quinta-feira vir após o Domingo da Santíssima Trindade parece ter sido determinado arbitrariamente. Dê só uma olhada no documentodo papa Urbano IV, em que ele institui a data.

No Brasil – assim como em outros países majoritariamente católicos, como Portugal e França – o Corpus Christi é um feriado nacional. O costume de celebrar a data veio com a chegada dos portugueses no século 16 e até hoje é uma tradição em cidades de todo o país, como Ouro Preto (MG), Paraty (RJ) e Pirenópolis (GO). O ritual envolve enfeitar as ruas com tapetes feitos de serragem tingida, palha, areia e outros materiais.

A história do Corpus Christi

A comemoração entrou no calendário da Igreja Católica no século XIII, por decisão do papa Urbano IV, que liderou a Igreja entre 1261 e 1264. Mas ele não fez isso da própria cabeça.

Uma freira belga chamada Juliana de Mont Cornillon teria sido uma das responsáveis por inspirar o pontífice. Segundo historiadores, a jovem dizia ter visões e sonhos que foram interpretados como sinais de que a Igreja precisava celebrar devidamente a eucaristia – isto é, a morte e a ressurreição de Cristo, para os católicos.

Outro acontecimento que teria motivado o papa da época a instituir o Corpus Christi foi um suposto milagre que aconteceu após um encontro, em Roma, de Urbano IV com um sacerdote da Boêmia (que hoje inclui regiões da Alemanha, da Polônia e da Áustria). Enquanto voltava para casa, o sacerdote parou em Bolsena, na Itália, para uma cerimônia da eucaristia. Durante o ritual, uma hóstia teria jorrado sangue.

O episódio ficou conhecido como Milagre de Bolsena e, quando chegou aos ouvidos do papa, ele decidiu oficializar a criação do Corpus Christi. A data se popularizou durante o século seguinte e virou uma das principais festas de países adeptos do catolicismo. Nossa paz de espírito agradece.

Homem é condenado por divulgar vídeo de atentado na Nova Zelândia

Condenado enviou o vídeo a 30 pessoas

Um homem da Nova Zelândia foi condenado a 21 meses de prisão por redistribuir a transmissão ao vivo do atentado contra duas mesquitas da cidade de Christchurch, no qual 51 pessoas foram assassinadas.

Philip Arps, 44, dono de uma empresa de isolamento térmico de Christchurch foi considerado culpado de duas acusações de distribuição de material inaceitável.

Em abril, ele admitiu que, um dia depois do massacre, enviou o vídeo a aproximadamente 30 pessoas e que estava de posse de uma versão modificada que incluía uma contagem de mortos.

 

Distribuir o vídeo glorifica o ataque, segundo a Justiça

 

Quando o juiz Stephen O'Driscoll, do Tribunal da Comarca de Christchurch, lhe perguntou sua opinião sobre o vídeo, o Arps respondeu "impressionante", segundo informações da "Radio New Zealand".

Mulher deposita buquê de flores em homenagem a mortos em atentado a mesquita em Christchurch, Nova Zelândia — Foto: Mark Baker/AP Photo
Mulher deposita buquê de flores em homenagem a mortos em atentado a mesquita em Christchurch, Nova Zelândia — Foto: Mark Baker/AP Photo

No vídeo, de 17 minutos, o responsável pelo ataque é visto atirando à queima-roupa nos fiéis que estavam na mesquita de Al Noor - a primeira a sofrer o ataque - para a oração de sexta-feira.

"Suas ações glorificam e encorajam assassinatos em massa com pretextos religiosos e ódio racial", disse o juiz a Arps, que está preso desde março.

"A distribuição um dia depois do ataque, quando as famílias ainda não sabiam se um parente havia morrido, mostra uma particular crueldade e brutalidade de sua parte", acrescentou o magistrado, justificando a condenação como medida necessária para evitar a reincidência do acusado.

Um australiano de 29 anos é o único acusado pelo ataque às duas mesquitas. Ele enfrenta acusações de terrorismo, 51 homicídios e 40 por tentativa de assassinato.

Papa Francisco pede 'perdão' a ciganos por discriminações cometidas pela Igreja

O papa Francisco pediu "perdão" aos ciganos em nome da Igreja pelas "discriminações, segregações e maus-tratos", durante um encontro neste domingo (2) com representantes desta comunidade na Romênia.

"Peço perdão, em nome da Igreja, ao Senhor e a vocês, pelas vezes em que, no curso da história, nós os discriminamos, maltratamos ou os olhamos mal", declarou o pontífice em um discurso dirigido à comunidade cigana da cidade de Blaj, na região central da Romênia.

Na última etapa de sua viagem de três dias à Romênia, o papa se reuniu com integrantes da minoria cigana, que tem entre um e dois milhões de pessoas em um país com 20 milhões de habitantes, onde constituem uma comunidade pobre e com frequência marginalizada.

Francisco foi recebido por milhares de pessoas no bairro de Barbu Lautaru, construído ao redor de uma rua estreita, de casas pequenas.

Depois de saudar uma família e receber flores de um menino, o pontífice se dirigiu aos fiéis de uma pequena igreja do bairro e pediu aos ciganos que "assumam seu papel preponderante, sem ter medo de compartilhar e oferecer estas notas particulares", que são parte de sua identidade, citando seu senso de "família, de solidariedade, de hospitalidade".

Na Europa, o número de ciganos é calculado em entre 10 e 12 milhões.

Prestes a sair de linha, Fiesta fica mais em conta que algumas versões do Ka

Ford Fiesta 1.6 logo deixará de ser feito no Brasil e tem reduções de preços para desovar as últimas unidades disponíveis.
Quem não se importar em levar para casa um carro que está prestes a sair do catálogo, o Ford Fiesta pode ser uma boa opção. Isso porque passou a ficar mais em conta, com reduções que preço que chegam a R$ 1.700.

Com isso, a versão mais em conta do Ford Fiesta , a SE 1.6 manual, passa a custar R$ 50.990, o que é menos que os R$ 52.440 do Ka 1.5 SE. Entre os itens de série, há ar-condicionado, direção com assistência elétrica, computador de bordo, entre outros.

O Ford Fiesta está prestes a deixar de ser montado em São Bernardo do Campo (SP) e vem perdendo versões aos poucos. Hoje em dia, sobraram apenas as que vêm com motor 1.6 Ti-VCt e com câmbio manual. São 128 cv de potência e 16 kgfm de torque a 5.000 rpm.

No caso da versão SE 1.6 Style do Fiesta, houve redução de R$ 1.600 no preço de tabela, que agora é de R$ 54.990. O carro vem com controles de tração e estabilidade e retrovisores externos com piscas integrados entre os principais destaques.
Há também a versão topo de linha SEL, que ficou R$ 1.480 mais em conta, passando a custar R$ 56.610. Por esse valor, o cliente tem direito a levar ar-condicionado digital, sistema multimídia Sync 3, de última geração, com tela sensível ao toque de 6 polegadas (ca. 15 cm), vidros dianteiros e traseiros elétricos e alarme.

Ford Fiesta não é o único.

09gicoii7mf7456oiuz7asvnz

Ford Focus acaba de ter a produção encerrada na Argentina, que passa por uma forte crise econômica
A Ford passa por uma fase de mudança e, além do Fiesta, outros modelos da marca deixarão de ser fabricados não apenas no Brasil, mas em outros países do mundo. No terreno dos hatches , outro carro descontinuado é o Focus, cuja producão na Argentina já foi encerrada.

O sedã Fusion também está prestes a deixar de ser produzido no México. Isso porque a Ford já anunciou que não venderá o modelo nos Estados Unidos, para onde vai a grande parte da produção em Hermosillo (México).

No Brasil, os dois únicos modelos que a marca americana vai produzir quando o Ford Fiestadeixar de ser fabricado serão o SUV compacto EcoSport e o Ka, ambos montados em Camaçari (BA). Além deles, a marca oferece a picape Ranger, o esportivo Mustang e o SUV de luxo Edge, todos importados. 

Assinar este feed RSS

Mapa de Seções

Entretenimento

Notícias Locais

Sobre Nós

Nos Siga

×

Se inscreva e fique por dentro!

Seja o Primeiro a saber quando anunciarmos uma promoção

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time